quinta-feira, 6 de maio de 2010

A cortesã

Exotismo, fantasia e sensualidade entre a exuberante Paris da Belle Époque e a repressiva corte persa.
Ambientado nos elegantes châteaux da França da Belle Èpoque e no muito vigiado mundo das mulheres persas do século XIX, A Cortesã desenrola-se ao ritmo alucinante e com a grandeza visual de um filme de época.
No centro da acção estão três mulheres inesquecíveis: Madame Gabrielle, a cortesã cuja relação fatal com o xá da Pérsia ecoa na vida da filha, Françoise, e na de Simone, a neta corajosa e rebelde, cujo destino a faz mergulhar no mundo perigoso do tráfico de diamantes. É aí que os segredos de uma cultura antiga lhe podem revelar a verdade que ela tão desesperadamente procura.
Em A Cortesã, Dora Levy Mossanen encanta-nos com uma história que explora os conflitos entre mães e filhas, entre a liberdade e a subjugação, ao mesmo tempo que nos desvenda dos mistérios fatais de um mundo exótico, governado pelo excesso, a paixão, e o preconceito.


A AUTORA

Dora Levy Mossanen

Dora Levy Mossanen nasceu em Israel e foi viver para o Irão aos nove anos. No início da Revolução Islâmica, mudou-se com a família para os Estados Unidos. É licenciada pela USC, onde frequentou o Masters of Professional Writing Program, e vive em Beverly Hills, Califórnia.

outro livro:
HARÉM
História, fantasia e exotismo na Pérsia do séc. XIV. Um fabuloso conto das 1001 noites, onde os laços que unem mães e filhas se cruzam com importantes acontecimentos históricos e luxuriosas imagens de desinibida sensualidade.
Tendo o Bairro Judeu da Velha Pérsia como ponto de partida, Dora Levy Mossanen faz-nos embarcar numa viagem sedutora ao mundo fascinante dos xás, adivinhos, eunucos e sultanas.
Harém segue três gerações de mulheres determinadas e astutas: Rebekah - uma rapariga pobre casada com Jacob, o Sem Pai, o ferreiro grosseiro - a quem o casamento desastroso deixa uma marca entre os seios; Pó de Ouro, a filha querida de Rebekah, que entra no mundo opulento e perigoso do harém e cativa o Xá com os seus ossos cantores; e a filha de Pó de Ouro, a reverenciada e temida princesa albina Corvo, que um dia governará o Império.
Rico em imagens, Harém descreve com vivacidade os bazares exóticos, as ruelas perigosas da cidade, e os aposentos do palácio, repletos de conspirações e traições - assim como de amor e redenção. Romance de textura intrincada habilmente trabalhado, Harém representa o começo de uma carreira literária notável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

O QUE DESEJA:

GALERIA POMBA GIRA CIGANA

GALERIA POMBA GIRA CIGANA