quinta-feira, 19 de agosto de 2010

AFRODITE E AFRODISÍACOS


A Deusa Afrodite, divindade grega do Olimpo, nasceu das espumas do mar (em grego, aphros). Entre os romanos é conhecida como Vénus.

A Deusa Afrodite é a grande Deusa do Amor, da beleza e da fertilidade.
As receitas afrodisíacas são conhecidas como fortes estimulantes sexuais e acredita-se que comer estes alimentos dê mais apetite e energia sexual para as pessoas.

A palavra "afrodisíaco" é utilizada desde o século 1 a.C.

Segundo o Dicionário dos Afrodisíacos de H. E. Wedeck, o termo afrodisíaca deriva do mito de Afrodite, a deusa grega do amor, a mesma teria saido do mar dentro de uma concha de ostra. Diz a lenda que a deusa nasceu da espuma do mar, depois de Cronos ter castrado seu pai e lançado os genitais na água. Daí a crença de que todos os alimentos que vêm do mar são afrodisíacos

Na Antiga Grécia, o culto de Afrodite, bem como de outras Deusas, tornava permitido às pessoas cederem aos prazeres carnais, organizando-se inclusive orgias em que o orgasmo era buscado em sua totalidade, com o uso de poções afrodisíacas para este fim. Certos alimentos como cebolas, trufas, peixes eram consumidos por homens e mulheres para estimular o apetite sexual. Perfumes, como o da violeta, eram passados nas zonas erógenas das cortesãs para que os homens aumentassem seu desejo sexual.

O cristianismo reprimiu a busca do prazer, considerando o sexo pecaminoso, com excepção da procriação. Estimular a sexualidade não era mais considerado um ritual religioso. Afrodisíacos eram considerados produtos mágicos, oriundos de bruxas e magos (conhecedores das poções magicas para o amor) que trabalhavam contra a virtude.

Os afrodisíacos compreendem bebidas, alimentos, odores, ervas, produtos químicos e outras substâncias que incrementam a libido humana.



"Arrependo-me dos pratos deliciosos rejeitados por vaidade, tanto como lamento as oportunidades de fazer amor que deixei passar para me dedicar a tarefas pendentes ou por virtude puritana", já que a " sexualidade é um componente da boa saúde, inspira a criação e é parte do caminho da alma... Infelizmente, demorei trinta anos para descobrir isto". -Isabel Allende, in: "Afrodite: Contos, Receitas e Outros Afrodisíacos


Açafrão
O açafrão é um ingrediente muito usado em pratos afrodisíacos. Não se sabe qual dos seus componentes é responsável por sua característica famosa. Diz-se que o açafrão torna as zonas erógenas mais sensíveis.

Aipo
O aipo contém as vitaminas A, B, C, P e minerais. É excelente para os músculos e ajuda a liquefacção do sangue; também serve para reduzir o nível de colesterol e ajuda a manter as artérias limpas. Os antigos Romanos dedicavam o aipo ao deus Plutão, deus do sexo e do inferno

Almíscar
Se trata de uma substância escura de odor muito activo, extraída de uma glândula sito sob a pele do abdome dos cervos jovens que vivem no sudeste asiático. A respeito das suas origens não certamente apetitosas, é considerada uma panacéia para tratar epilepsia, coqueluche, febre tifóide e pulmonite. Além disso, é apreciada pelas suas virtudes afrodisíacas. É reduzido em pó e parcimoniosamente espalhado sobre a comida (causa vertigens se usado em excesso).

Baunilha
Os Aztecas a usavam para dar sabor ao chocolate. Seu nome sugestivo já faz parte do seu conceito afrodisíaco. Baunilha provém do espanhol "vainila", um diminutivo de "vaina" que quer dizer vagina.
A baunilha actua tanto pelo seu cheiro como pelo seu sabor. É importante usar o produto natural. A forma sintética é bem mais barata, mas menos eficaz.
É muito utilizada em óleos e loções corporais. Possui um cheiro adocicado que inspira ao romantismo.
Possui efeitos eufóricos e pode ser consumida a vontade. Combate a astenia sexual, agindo no sistema nervoso central e, por meio do seu odor, age indirectamente como estimulante sexual

Cravo
A cultura do cravo como afrodisíaco iniciou-se na China e depois se disseminou na Europa. Dizia-se que além de aumentar o desejo sexual ele melhorava a digestão. Um naturista sueco escreveu que, para um homem recobrar sua "capacidade" e desejar sua mulher, uma mistura de leite com cravos lhe ajudaria.
Além disso, é muito eficaz para combater o cansaço mental, como também a perda de memória.

Coentro
As suas sementes secas têm efeitos eufóricos, especialmente nas mulheres. É utilizado em infusões com vinho. Todavia se recomenda aos homens para não abusarem desta substância, pois neles, pode causar efeitos opostos.

Gengibre
Por toda a Ásia, da China à Turquia, o gengibre tem uma reputação sólida de ser um forte afrodisíaco.
Dizem que Madame du Barry, uma cortesã francesa do século XVIII, misturava gemas de ovos e gengibre para induzir seus amantes. Ela era a favorita de Luís XV.

O gengibre é conhecido há mais de três mil anos, dilata os vasos sanguíneos, facilitando a circulação, pelo que o seu consumo é particularmente aconselhado aos homens. Mas cuidado com os exageros nas quantidades utilizadas

Jasmim
Essa deliciosa flor é cultivada no mundo inteiro, mas é principalmente o jasmim espanhol a ser utilizado para aromatizar licores. Atenção: as sementes de jasmim são venenosas.

Ginger
É utilizado em bebidas destinadas a despertar a sensibilidade. Ingerido com moderação, causa ímpeto salutar; em dose excessiva, irrita o intestino.

Mostarda
Estimula a acção das glândulas sexuais. Existem três qualidades de mostarda: preta, branca e amarela, proveniente da Índia. A mostarda conheceu um notável sucesso na Idade Média.

Noz-moscada
Os Hindus, Árabes, Gregos e Romanos faziam uso da noz-moscada em pequenas quantidades para obter efeitos afrodisíacos. No oriente era mais apreciado pelas mulheres. No entanto, se consumido em grandes doses os efeitos colaterais podem ser graves além de não causar o efeito desejado.

"O Jardim Perfumado", clássico árabe do século XVI sobre o amor, aconselhava os amantes a mastigarem uma pequena pimenta e a colocar uma determinada quantidade sobre a cabeça do parceiro antes de fazerem amor.

Orégano
Em infusão é um bom agente excitante.

Pimenta
A reputação da pimenta como afrodisíaco vem das antiguidades, quando era usada pelos Egípcios, Gregos e Romanos. Misturada a outros ingredientes foi utilizada pelos Egípcios como uma espécie de unguento para esfregar na genitália masculina e prolongar o acto sexual. Além disso, o termo "picante" é muito usado para descrever algo sexualmente excitante.

Pimenta de Cayenna
Contém uma grande quantidade de vitamina C. É também um agente excitante que estimula a circulação. O pequeno chili vermelho ou verde mexicano, possui as mesmas qualidades.

Rábano
Sua polpa tem propriedade afrodisíaca.

Tomilho
Erva que fornece óleo de poder anti-séptico. Da mesma erva igualmente se obtêm um tónico nervoso com efeitos afrodisíacos. É ainda um bom purificador para o corpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

O QUE DESEJA:

GALERIA POMBA GIRA CIGANA

GALERIA POMBA GIRA CIGANA